Leonardo Mota Neto in memoriam

Leonardo, natural de Piripiri, no Piauí, e radicado em Brasília desde a década de 70, era jornalista e formado em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Léo faleceu em 28 de abril de 2019, aos 75 anos, vítima de um linfoma, câncer no sistema sanguíneo.

No Rio de Janeiro trabalhou na TV Tupi, nos Diários Associados, quando começou a escrever notas policiais. Ao se mudar para Brasília em 1973, trabalhou em veículos como o Jornal de Brasília, no jornal O Globo e no Correio Braziliense, no qual mantinha uma coluna política publicada aos domingos intitulada “Política Além da Notícia”. O seu sonho era ter um site de notícias só seu. Foi quando deixou o Correio Braziliense no início da década de 90 para fundar a Carta Polis.

Nessa sessão, em homenagem a esse grande jornalista, a Carta Polis mantém todo o seu material produzido enquanto exerceu a sua profissão com muito amor e paixão, um legado grandioso que merece ser lembrado por todos aqueles que o conheceram, que trabalharam com ele e que amam a notícia e a profissão de jornalismo. 

Além da Notícia

Reprodução dos textos publicados em sua coluna no Correio Braziliense

Swing Político

Reprodução dos seus textos publicados no site Carta Polis

Revista Carta Polis

Arquivo das Revistas em PDF 

Livro "Cesare Battisti"

Obra literária de Leonardo Mota Neto sobre o caso Battisti.

Fotos do Leonardo

Registros fotográficos da vida pessoal e profissional de Leonardo Mota Neto

Vídeos do Leonardo

Vídeos publicados pelo Leonardo Mota Neto no canal da Carta Polis no youtube