A PANDEMIA E A EMPRESA: COMO SUPERAR A CRISE

Por LEONARDO GOMES DE AQUINO


A Pandemia, causada pela crise Covid-19, tem impactado além da saúde as demais áreas da vida em sociedade. Por isso, é lamentável o que o Covid-19 está fazendo com as pessoas e as empresas. As pessoas estão morrendo e empresas estão entrando em colapso.


Neste momento quase a totalidade dos países procuram gerenciar os impactos diretos e indiretos da crise. As empresas estão enfrentando problemas em diversas áreas, tanto nas relações internas como nas relações externas. No âmbito interno temos a produtividade, envolvendo questões trabalhistas, questões acerca do fluxo de caixa e até mesmo entre os sócios (assembleias/reuniões obrigatórias) e no âmbito externo temos os credores e os consumidores.


Mas, quais seriam os meios possíveis de gerenciamento para superar a crise que as empresas estão passando?


O primeiro problema tem sido resolvido por meio das práticas de home office, concessão de férias coletivas, visto que as empresas devem se preocupar também com a saúde de seus empregados. E para auxilia-los o Governo Federal sancionou sancionada em 07 de fevereiro de 2020 a lei nº 13.979/2020 e portaria nº 356/2020, bem como em 07 e abril editou a Medida Provisória 936/2020. Temos o total de 28 medidas provisórias destinadas ao combate à pandemia. Sendo que 11 tratam de créditos extraordinários para o enfretamento da pandemia e seus impactos na economia.


O problema do fluxo de caixa para pela concepção de empreendedorismo, visto que as empresas estão se reinventando a sua formar de gerenciar a forma de fornecer produtos ou serviços, tais como vendas pelos aplicativos.


A terceira situação problema é a que atinge em especial as empresas como um número significativo de sócios foi resolvida pela medida provisória 931/2020 e pela instrução normativa 79 do DREI que autoriza que as empresas realizem a sua assembleia obrigatória no prazo máximo de 7 (sete) meses, contado do término do exercício social ou a realizem por meio eletrônico ou pelo envio de boletim de voto a distância.


Em relação aos credores a sugestão é renegociação das dívidas entre as partes e não sendo possível a busca pelo judiciário para a resolução dos problemas relacionados com o inadimplemento total ou parcial em que a empresa esteja.


A disseminação da pandemia de covid-19 vem também impactando as relações de consumo. Por isso, diversas situações merecem atenção: A primeira em relação a questões bancarias, onde a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) anunciou um pacote de medidas (possibilidade de prorrogação dos vencimentos de dívidas, renegociações de débitos e concessões de créditos) visando reduzir os impactos da pandemia do Covid-19 sobre a economia. Em relação aos seguros a Federação Nacional que congrega as corretoras de seguro (FENACOR), promoveu movimento para que a cláusula de exclusão por pandemia para os seguros de vida seja ignorada e a cobertura em caso de morte seja assegurada ao consumidor. O Governo Federal editou a Medida Provisória nº 933/2020, que suspendeu o reajuste anual de preços de medicamentos pelo período de 60 dias. No tocante as atividades escolares a SENACON editou a Nota Técnica nº 14/2020 que versa, em linhas gerais, sobre a suspensão das aulas presenciais em instituições de ensino, permitindo as aulas remotas ou mesmo o atraso das aulas presenciais para período após o término do isolamento. No transporte aéreo a SENACON editou a Nota Técnica nº 2/2020 traçando diretrizes sobre cancelamento, devolução, alteração e reembolso de passagens aéreas.


As autoridades estão concedendo alternativas para a mitigação das crises pelas empresas, mas o que você vem fazendo para superar a crise da sua empresa?


Para superar a crise observe os seguintes pontos:


01. Há uma estratégia de diferenciação na atividade empresarial?

02. Observe se seus meios digitais da sua empresa funcionam?

03. Qual o comportamento do seu concorrente na crise do Covid-19?

04. Os meios tecnológicos que você dispõe estão sendo usados de forma correta na capacitação de sua clientela?

05. O atendimento de seu time de atendentes está sendo humanizado?

06. A sua atividade empresarial está sendo exercida de forma profissional?


Se você respondeu negativamente a alguns dos questionamentos acima. Provavelmente o problema da sua empresa é mais profundo, sendo que a pandemia apenas o agravou. Por isso, use o período da pandemia para uma revisão mais profunda dos seus negócios e do posicionamento de seus concorrentes.


Por isso, o empresário deve assumir integralmente a responsabilidade e tomar medidas para não “cair” nesse momento.


Segue algumas dicas para superar a crise que as empresas estão passando:


1. Identifique o que realmente levou sua empresa para a crise

2. Proceda a um ajuste nas finanças, em especial corte / diminua os gastos

3. Redefina as metas

4. Tente integrar os setores da empresa para diminuir os custos

5. Renegocie as dívidas

6. Realize um planejamento de ação para o período da pandemia e para pôs pandemia

7. Evite pegar empréstimos

8. Se preocupe com os seus funcionários (humanidade das relações)

9. Busque um diferencial para se tornar mais competitivo

10. Estude o seu modelo de negócio e crie um “plano B”

11. Busque novos clientes

12. Reavalie os produtos e serviços oferecidos

13. Separe as contas pessoais e da empresa

14. Use as mídias sociais em seu favor para oferecer os seus serviços e produtos


E nós estamos preparados para auxilia-los responder a esse questionamento.


Envie a informação para um empreendedor.


***

Conheça o Advogado Pós-Graduado em Direito Empresarial, Leonardo Gomes de Aquino, e acesse as suas redes sociais: https://www.cartapolis.com/direito-empresarial