AO WASHINGTON POST, BOLSONARO DIZ QUE NÃO INTERVIRÁ MILITARMENTE NA VENEZUELA

O presidente Jair Bolsonaro não pretende fazer o Brasil embarcar em uma intervenção militar na Venezuela, mas acredita que o posicionamento do Brasil – que disse não reconhecer o novo mandato de Nicolás Maduro – pode ajudar na mudança de regime do país vizinho.

Em entrevista ao Washington Post, o presidente comentou admitiu ainda que a reforma da Previdência é impopular, mas que, caso ela não passe no Congresso, pode ocorrer um colapso econômico.

“Nós não embarcaremos o Brasil numa intervenção militar. Não temos história de buscar intervenções militares para resolver problemas”, afirmou Bolsonaro na entrevista, ao ser questionado sobre se estaria disposto a utilizar tropas brasileiras para apoiar uma mudança de regime na Venezuela.

Em relação a como a mudança se daria no país vizinho, Bolsonaro disse que a sinalização do Brasil de que não aceita a reeleição de Maduro pode ajudar na mudança. “Acredito que sim. Nossa inteligência indica que há um nível substancial de insatisfação entre os militares na Venezuela”, disse.

Tags #bolsonaro #crise

1 visualização