APANHADOR EM UM CAMPO DE CENTEIO MINADO

Parece que o sonho do mercado é substituir os presidentes por ministros da Economia nesses discursos de fóruns mundiais, porque aí seria logo um liberô geral.

Presidentes. quando falam, se dirigem a vários públicos, internos e externos. O interno é o mais exigente em captar a verdadeira liderança.


Bolsonaro está buscando um tom de equilíbrio entre esses diversos públicos internos – Congresso, militares, mídia e mercado e Lava Lato.

Se ele foi uma espécie de Pepino. o Breve em Davos, contido não comprometeu. Não cometeu gafes. Foi discreto,mas sereno. Não passou a imagem de estabanado exótico de linguagem chula.

Foi o Bolsonaro possível para a hora. Um resumo do sumo. Com uma ligeira ajuda dos ministros que lhe são leais. ;

0 visualização