BOLSONARO APONTA PT COMO INIMIGO PERMANENTE, NÃO SÓ NA CAMPANHA

Duas decisões do presidente eleito demonstraram cabalmente que o anti-petismo não se encerrou na campanha eleitoral de Jair Bolsonaro.

Será o cavalo de batalha de seu governo. Será a pedra filosofal do governo: bater no PT..

As duas medidas:

A imposição de regras draconianas para a permanência do Programa Mais Médicos, uma mitologia dos governos petistas. Uma vez que o governo cubano não aceitou, a parceria será cancelada, não sem que Bolsonaro desse-lhe uma ripada ao questionar a qualidade da formação dos médicos, emitindo a suspeita de que se trata de “trabalho escravo”

A indicação do embaixador Ernesto Araújo a chanceler, diplomata extremamente anti-petista, tendo apoiado a candidatura Bolsonaro através de seu blog pessoal.

E por aí vai

1 visualização