BOLSONARO ENCONTRARÁ OUTRO PAÍS QUANDO VOLTAR

As relações de poder mudaram muito nas últimas 2 semanas em que o presidente Jair Bolsonaro esteve distante da crista da cena.

A partir da eleição dos novos presidentes do Senado e da Câmara, a política nacional mudou de prumo, rumo, norte e bússola.

Novas foras e novos interlocutores do governo emergiram.

Os dois arqui-inimigos dele caíram por terra: Lula e Renan Calheiros.

Imerso em divisões internas seu partido o PSL, pelo qual foi eleito, não cresce, ao contrário disso se debilita ao extremo.

Quando voltar ao centro do governo Bolsonaro vai ter que rearrumar seu entorno. O País é outro desde a sua posse.

1 visualização