CIRO VIAJOU: ROMA LOCUSTA EST?

“Roma falou, a causa acabou”. No caso, poderia ser feita uma paráfrase com a citação latina de Santo Agostinho? No caso brasileiro presente, como Ciro Gomes viajou, a causa da candidatura Haddad acabou?

Para Fernando Haddad será um desfalque e tanto Ciro estar ausente do palco dos acontecimentos no segundo turno.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, tratou de forma vaga o apoio ao candidato do PT. “Apoio crítico”. Ora, apoio é total ou não é apoio nenhum.

Por sua vez, outro pretenso sócio da candidatura Haddad, o ex-presidente FHC, manteve-se no seu posto olímpico da Rua Higienópolis e não desceu à planície para se e enrolar na bandeira verde e amarela (não mais vermelha) da campanha petista.

Com esses desfalques, Haddad depende só de si mesmo para conquistar os 12 milhões de votos que terá que somar para superar Jair Bolsonaro até o dia 28.

Nem mais contará com os debates na TV para projetar sua imagem diferenciada de Lula em confronto com Bolsonraro.

Este, anunciou que não mais participará dos debates, mesmo que a junta médica o libere, a não ser um outro que porventura escolha. Talvez, quem sabe, o último da TV Globo?

Para Haddad, Roma ainda não falou, nem a causa acabou. Mas se está perto disso.

1 visualização