Como está seu saldo no final do mês?

Atualizado: Fev 17

Por PAULO BEZERRA

Você tem algum domínio mensal sobre sua vida financeira? Usa ou já utilizou uma planilha de gastos, onde mês a mês você coloca suas despesas bem quanto suas receitas e vai tendo o controle de quanto possui de dinheiro?


Este controle vale tanto para quem recebe mensalmente o mesmo salário quanto para quem é autônomo e possui renda variável, o que importa é saber quanto entrou e quanto saiu no mês.


Você deve imaginar que eu possuo milhares de planilhas, né? Onde diariamente faço os meus registros, colocando o quanto entrou de dinheiro e o que gastei.


Bem... eu não tenho esse tipo de controle, na verdade... nunca tive.


O que faço é bastante simples: é como se fosse um saldo de conta corrente. Uma vez iniciado fica mais fácil continuar nos meses seguintes. Ele consiste apenas em saber o saldo no último dia do mês.


Quer saber como é?


No dia 30 ou 31 (28 em fevereiro, é claro) você vai colocar em uma planilha o resultado da sua situação financeira, ou seja, de um lado a soma de todo dinheiro que você tem, o saldo das contas, bem como o que possui na poupança ou em outra aplicação financeira, com o valor atualizado no dia da análise. De outro lado, tudo o que está negativo ou que deve, como empréstimos, parcelamento de veículo ou casa própria.


Este controle é feito apenas uma vez ao mês e retrata bem se você gasta mais do que recebe, ou o contrário. Como também, serve para verificar que no mês que você recebeu um dinheiro extra, como décimo terceiro, por exemplo, se você conseguiu economizar.


Se ao final de um mês seu saldo for menor, um sinal de alerta será ativado em sua cabeça, então, abra o olho: se você não tomar uma atitude logo, sua vida financeira sairá do controle.

Se ficou negativo, pense no que foi feito de diferente e tente não cometer os mesmos erros no próximo mês. Veja isto como um jogo, no final do mês seu saldo deve ser superior ao do mês anterior.


Com o tempo você irá aprimorar sua planilha com mais informações. Se desejar, coloque também seu patrimônio, nos mesmos moldes da tabela de bens da Declaração de Imposto de Renda, mas não deixe para verificar suas finanças apenas nos meses de abril (eu sempre entrego minha declaração em meados de abril e prometo que no ano seguinte farei em março, mas pelo menos não deixo para o último dia).


Sempre tenha em mente o seu saldo! Se ele diminuir, você não deve fazer despesas excepcionais, pelo simples fato de você não ter dinheiro para isso. Se todo mês sobra X significa que você pode fazer um novo compromisso.


Apenas você é responsável pelo seu saldo e seus gastos.


#paulobezerra #educaçãofinanceira #economia #seudinheironacaixinha