Comprar sempre o promocional

Atualizado: Fev 17

Por PAULO BEZERRA


Comprar em atacadão ou por atacado costuma ser uma boa opção para economizar, você dispende mais do seu orçamento, mas acaba levando mais produtos por um menor preço.


Se seus avós moravam no interior provavelmente eles iam à capital, ou grande centro, uma única vez, por ano, por exemplo, e carregavam para casa roupas para família inteira para durar uma boa temporada.


Certa vez adquiri móveis para uma casa que eu estava montando, deixei para negociar no “atacado” televisão, geladeira e fogão em uma única loja. E valeu a pena, pois o vendedor sabia que se perdesse a venda deixaria de receber comissão de três vendas de uma vez só.


Fazer isto em feiras é mais fácil ainda, nesse local você lida diretamente com o proprietário que normalmente está disposto a não perder a venda e pechinchar faz parte da negociação. Embora, quando você leva só um artigo, seu poder de barganha diminui. Só alerto para que não haja cabide em seu armário com as etiquetas ainda afixadas.


Não digo para sempre gastar muito, e sim para que sempre que tiver que ir às compras, já pegar três ou mais produtos para aproveitar as liquidações do tipo “leve 4 e pague 3”.


Combinar para comprar itens com amigos ou com a família também pode facilitar o processo de economizar.


Seguindo o mesmo raciocínio, optar por um produto maior ou refil normalmente é a opção mais em conta. Nos dias de hoje diversos produtos são ofertados com refil. Uma marca famosa de cosméticos já faz isto há diversos anos, não só pela economia, mas também em função do uso ecológico sustentável.


Podemos encontrar refil para achocolatado em pó, amaciante, mostarda, ketchup, azeitona, cogumelo e refrigerante, entre outros. Não estou aqui falando em comprar algo que levará uma década para ser consumida. Normalmente essas mercadorias equivalem a no máximo dois produtos. Se não for pelo dinheiro, pense na natureza e seus recursos limitados.


Se achar que “ecochato” é chato, faça pela economia mesmo. Seja econômico com seus recursos financeiros, que via de regra são limitados.


E se passear no shopping for uma diversão, você não precisa deixar seu lazer de lado, basta não comprar nada, e quando gostar de algo, tente esperar um tempo para voltar ao estabelecimento e, preferencialmente, compre em grande quantidade.


A sua caixinha engordará toda vez que seu bolso for acessado com um gasto racional.


#paulobezerra #economia #educaçãofinanceira #finanças #seudinheironacaixinha


Conheça o nosso colunista Paulo Bezerra e leia outros artigos de sua autoria:

https://www.cartapolis.com/seu-dinheiro-na-caixinha