Confeitaria Colombo em festa

Atualizado: Fev 17

Por LEO LADEIRA


Patrimônio carioca completa 125 anos e faz promoção


Nesta terça-feira (17), a mais tradicional confeitaria carioca, a Colombo, completou 125 anos de fundação.  E para comemorar vai ter promoção no cardápio durante todo o mês de setembro. A casa baixou o preço do bufê e vai oferecer dois doces ao preço de um, às segundas e terças-feiras. É uma excelente oportunidade do público saborear as guloseimas oferecidas pelo estabelecimento histórico, como os famosos pastéis de nata, casadinhos, pingo de tocha, trouxinha de ovos ou o viradinho de banana. Para preparar todas essas delícias são usados em média por dia 2.500 ovos, 300 kg de farinha e 180 kg de açúcar.


História


O aspecto da Confeitaria era bastante diferente ao de hoje: “Consistia numa sala de reduzidas dimensões e mesinhas também pequenas. Sua aparência atual data de 1913, quando uma reforma assegurou uma atmosfera art nouveau. O salão de chá no segundo andar foi construído em 1922.


Durante décadas, a Colombo reuniu a fina flor da sociedade carioca: homens elegantes de fraque, bengala, luvas, fartos bigodes e monóculos e mulheres vestindo longas saias, espartilhos e chapéus.


Fregueses ilustres

A Colombo foi palco de calorosas reuniões literárias e políticas do início do século XX, chegou a ser conhecida como “sucursal da Academia Brasileira de Letras”. Seus mais famosos frequentadores foram Chiquinha Gonzaga, Olavo Bilac, Machado de Assis, Rui Barbosa, João do Rio e José do Patrocínio. A casa foi frequentada também por políticos e presidentes! Getúlio Vargas sempre escolhia churrasco à gaúcha. Já Juscelino Kubitschek apreciava carré de porco, enquanto que Tancredo Neves gostava de um peixinho grelhado.


Decoração


A maior riqueza da Colombo é sua decoração interior, formada por piso de ladrilhos portugueses, bancadas de mármore italiano, espelhos belgas, balcões e vitrines de jacarandá. O teto impressiona pelos trabalhos em sancas e flores. Painéis nas paredes retratam figuras vestais, anjos e flores. A claraboia de vidro decorado com motivos florais e anjos, em forma de leque, é típica do art nouveau. As mesas têm pés de ferro fundido e tampos de mármore. As cadeiras são em estilo Luiz XV.


Deliciosas atrações


Outra atração imbatível da Colombo são seus deliciosos salgados e doces, que fazem muita gente ficar indecisa nos balcões de jacarandá. O biscoito leque é fabricado pela casa desde 1920. A rivadávia, uma espécie de pão-de-ló, foi criada em 1930 em homenagem a Rivadávia Corrêa. O camarão recheado, lançado em 1910, continua sendo um dos carros-chefes da Colombo, assim como a coxa creme. Os fregueses podem escolher também os sanduichinhos de pão de forma, pão vienense, pão Blumenau, maravilha de camarão, sorvete cup fio de ouro, torrada Petrópolis, pastel de carne, éclairs, mil folhas, folhados de morango, tarteletes e viradinhos de morango, entre outras guloseimas.


Confeitaria Colombo

Rua Gonçalves Dias, 32, Centro

Tel: 21 2505 1500

De 2ª à 6ª feira: de 09:00 às 19:00h

Sábados e feriados: de 09:00 às 17:00h.

Fotos:

Leo Ladeira

Alexandre Siqueira

Site Confeitaria Colombo

Agência O Globo

Site Dicas do Mundo

#AlexandreSiqueira #ConfeitariaColombo #LeoLadeira #RiodeJaneiro