CORREIOS PODEM SER PRESERVADOS DA PRIVATIZAÇÃO E IREM PARA INTEGRAÇÃO

Duas novas modelagens sobre os Correios discutidas nos grupos de transição para o governo Bolsonaro.

Primeiro não mais figurar na lista das empresas privatizáveis.

Segundo tornar-se instrumento de integração nacional já em vista das futuras (isto,sim, tendência real) venda ou privatização do Banco do Brasil e Caixa, para que faça o papel de ambos os bancos na entrega de produtos financeiros-bancários ou de beneficiosos governamentais e sociais, graças à sua capilaridade em todos os municípios.

Iria, assim, para o futuro Ministério da Integração e Cidades? Uma aposta.

1 visualização