DELFIM JÁ DIZIA EM SEU TEMPO: SÓ COM DOIS ANOS SE ABREM AS GAVETAS…

O ministro Paulo Guedes está empreendendo uma cruzada para mudar os alicerces econômicos do Estado perdulário, inchado, compassivo e inútil.

Para começar, a reforma da Previdência para mudar a verdade que dói: o brasileiro luta para se aposentar mais cedo sem ter que trabalhar até mais tarde.

O ministro, como era de se esperar, está enfrentando resistências dos públicos interno e externo. Ninguém gosta de ser convidado a se retirar de uma festa de boca livre.

Surgirão pressões de toda sorte e tentativas de e fritura dos públicos de dentro e de fora. Precisará ter couraça forte e sobretudo muita paciência.

Outro exemplo de superministro em sua época, Delfim Netto assumiu o Ministério do Planejamento de Figueiredo com a mesma aura de salvador da pátria.

O presidente não apitava na economia como hoje. Tudo era com Delfim, cercado por sua fornida equipe e de “Delfins boys”.

Lembremos-nos do que Delfim disse no seu discurso de posse que serve de aviso a alguém que queira cobrar resultados imediatos de Guedes:

– “Vou precisar pelo menos de dois anos para apender a abrir essas gavetas…”

0 visualização