DISCURSO DO CHANCELER TIROU A VELHA CASA DO SÉRIO

A velha Casa de Rio Branco está um ranger de dentes, sobretudo no DEC (Departamento de Escadas e Corredores) onde jazem os deserdados da sorte da carreira diplomática.

Outro apelido para esse setor é serpentário.

Motivo: o exótico discurso de transmissão de cargo do chanceler Ernesto Araújo, que conteve alusões em hebraico de passagens do Velho Testamento (“A verdade Vos Libertará”) e uma exortação final em tupi de que o Itamaraty agora é Brasil.

Mas o que chocou o – provável – ministério mais petista da Esplanada – foi o escancarada proclamação pró-capitalista, pró-alinhamento automático com Washington e pró-ideologia bolsonarista de centro-direita.

Foi uma dose letal, nunca vista naquela casa de belas garças flutuando no seu lago.

0 visualização