ESTILO DAVI: TAPINHAS NAS COSTAS, COCHICHOS, SEGREDOS, CARINHO E GOSTO POR OUVIR

Quem acompanhou a sessão de eleição da mesa do Senado observou o ressuscitar de um velho estilo da casa que sempre deu certo: a dos presidentes que sabem cativar os seus pares.

Do que político gosta em última análise? Atenção e carinho. Davi Alcolumbre é um craque nisso.

Naquela tarde flanou entre todos os 80 colegas, de todas as alas, partidos, blocos, ideologias, Mesmo o petista Jaques Wagner ganhou demorado abraço tendo sido voto contrário, pois apoiou Renan Calheiros.

Foi distribuindo abraços, confidências, cochichos. Trocou segredos e tapinhas nas costas e demonstrou muita paciência em ouvir.São poderosos argumentos para conquistar políticos.

A todos, de acordo com a necessidade de cada um, foi brindando com atenção – como se fosse o único senador na casa e de quem dependesse o voto decisivo.

Aproximava o rosto de senadores e senadoras para deixar claro que as conversas de pé de ouvido não são apenas para os do seu partido. Leva a sério qualquer assunto. Não ri, não conta piada. Todos são igualmente respeitados.

Alcolunbre vai longe nessa passada, que já havia sido esquecida pela postura do dá-cá-aquela-palha. Só para os deles.

1 visualização