”LAMENTÁVEL A MANIPULAÇÃO SECTÁRIA A QUE SE PERMITE A ONU”

(Do ministro da Justiça, Torquato Jardim, sobre a decisão liminar do Comitê de Direitos Humanos da ONU que beneficiaria o ex-presidente Lula não tem “nenhuma relevância jurídica”.Como informou a colunista da Folha Mônica Bergamo, na manhã desta sexta-feira (17) os advogados de Lula Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins, afirmaram que o comitê “determinou ao Estado brasileiro que tome todas as medidas necessárias para permitir que o autor [Lula] desfrute e exercite seus direitos políticos da prisão como candidato nas eleições presidenciais de 2018, incluindo o acesso apropriado à imprensa e a membros de seu partido político”.Torquato discorda da avaliação da defesa do petista. O ministro ainda criticou o que chama de “manipulação política” da organização internacional. “Lamentável a manipulação sectária a que se permite a ONU”, afirmou. Informações da Folha de S.Paulo).

1 visualização