MORO ESTARÁ SEMPRE PERTO, SEM CHANCE DE CONCESSÃO COM BAIXA POLÍTICA

Parece que foi encomendado. Ontem, na diplomação de Jair Bolsonaro, o  senador Edison Lobão, em final de mandato,não reeleito e citado em vários processos, emoldurava a primeira das  autoridades,bem diante do presidente eleito.

Menos de 24 horas depois, a Polícia Federal deflagrava operação de busca e apreensão na casa dos senadores Aécio Neves, Antonio Anastasia e José Agripino e deputados Paulinho da Força, Cristiana Brasil e Benito Gama, entre outros.

Coincidência ou premonição?

Ainda é governo Temer. No governo Bolsonaro a porca vai apertar. O futuro ministro Sergio Moro estará sempre por perto, como um vigilante contra qualquer tentação de acordo com políticos de ficha suja.

3 visualizações