Mudanças na Educação Infantil

Atualizado: Fev 17

Por LUCINEIDE CRUZ & ODÍLIA FÉLIX


A educação infantil engloba crianças de menos de um mês até as de cinco anos e onze meses. Para estas 2020 pode ser um ano diferente ao que estavam acostumadas na escola, pois este será um ano de adequação do sistema escolar à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), sendo que a partir de 2021, o que está descrito no documento Base Nacional Comum Curricular: educação é a base, disponível no site do Ministério da Educação, deverá estar sendo praticado nas escolas.


A mudança é certa, mas...


O que será implementado?


Como a BNCC define um conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que os alunos deverão desenvolver na educação básica, para cada etapa (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio) é descrito o que deverá entrar em vigor.

Na educação infantil a criança possui, em conformidade com a BNCC, seis direitos de aprendizagem e desenvolvimento: conviver; brincar; participar; explorar; expressar e conhecer-se.


Há também cinco campos de experiências nos quais são definidos os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento: o eu, o outro e o nós; corpo, gestos e movimentos; traços, sons, cores e formas; escuta, fala, pensamento e imaginação e espaços tempos, quantidades, relações e transformações.


Por compreender as especificidades de cada idade, os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento são divididos em três grupos por faixa etária: creche - bebês de zero a um ano e seis meses; creche – crianças bem pequenas, englobando crianças de um ano e sete meses a três anos e onze meses e pré-escola – crianças pequenas de são de quatro anos a cinco anos e onze meses. Esta divisão visa agrupar as crianças em conformidade com as possibilidades de aprendizagem e às suas características de desenvolvimento.


Para atingir aos resultados esperados, a BNCC afirma que parte do trabalho do educador é refletir, selecionar, organizar, planejar, mediar e monitorar o conjunto de práticas e interações, garantindo a pluralidade de situações que promovam o desenvolvimento pleno da criança, realizado uma observação da trajetória de cada criança e de todo o grupo, bem como efetuando registros seja por meio de relatórios, portfólios, fotografias, desenho ou textos para que seja possível evidenciar a progressão ocorrida.


A mudança ocorrerá!


E ela possui como objetivo na educação infantil, conforme consta em seu documento, o de ampliar o universo de experiências, conhecimentos e habilidades, diversificando e consolidando novas aprendizagens, atuando de forma a complementar a educação familiar. Que o sistema educacional, que é responsável pelo processo de educação destas crianças cumpra exemplarmente o seu papel e que esta mudança traga significativas melhoras no processo educacional do Brasil.

8 visualizações