NÃO É FUNDAMENTAL A UM PRESIDENTE FALAR INGLÊS, SARNEY PROVOU

A diferença entre um presidente brasileiro que sabe se expressar no idioma de Shakespeare e o que só diz “rauáriu?” é nenhuma.

O presidente vale pela presença. Não precisa saber inglês.

Esses conselho,. porém, não foram ouvidos por José Sarney, quando visitou os Estados Unidos em 85.

Ao ser recebido na Casa Branca uma visita de Estado – grau máximo do protocolo americano – ele resolveu fazer seu discurso em…inglês!

O anfitrião, Ronald Reagan adorou.

Mesmo sem falar com versatilidade o idioma, Sarney achou que deveria passar nos jardins da Casa Branca um gesto de boa vontade com os Estados Unidos ,e  ensaiou exaustivamente a peça lida, não sem grande esforço e sacrifício.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo