“NÃO HÁ ESCOLHA DE CAMINHO. A DEMOCRACIA É O ÚNICO CAMINHO LEGÍTIMO”

(Da ministra Cármen Lúcia ao abris a sessão do STF,quando decidiu falar. A presidente do Supremo Tribunal Federal rompeu o silêncio para manifestar “profunda preocupação” com o país. Disse que o Brasil vive um “grave momento político, econômico e social”. A chefe do Judiciário mandou um recado a quem aproveita o tumulto para pregar uma ruptura institucional. Sem mencionar as faixas que pedem “intervenção militar”, ela disse que não existe saída fora da Constituição. “Não há escolha de caminho. A democracia é o único caminho legítimo”, afirmou. De forma sutil, a ministra lembrou que a última “intervenção militar”, a de 1964, submeteu o país a uma longa ditadura. “Regimes sem direitos são passados de que não se pode esquecer, nem de que se queira lembrar”, disse, segundo o colunista Bernardo M. Franco, de O Globo)

0 visualização