O Domingo quase deixou de ser como era antigamente….

Atualizado: Fev 17

Por LUCINEIDE CRUZ & JULIANA PONTELO


Já faz tempo que não vemos algumas lojas comerciais e escritórios abertos no sábado à tarde e muito menos domingo ou feriado. Estamos acostumados a ver praticamente somente os trabalhadores de bares, lanchonetes e shopping prestando serviços nesses dias.


Lembrei agora da letra da música “Domingo” do grupo Titãs, como uma cena corriqueira desse dia sagrado:


“[…] “Tudo está fechado / Tudo está fechado / Domingo é sempre assim / E quem não está acostumado? / É dia de descanso / Nem precisava tanto / É dia de descanso / Programa Sílvio Santos […]”


Porém, como diz a música, poderia não mais acontecer, ou seja, o improvável poderia acontecer, já que no texto-base da Medida Provisória nº 881/2019, também conhecida como minirreforma trabalhista e MP da Liberdade Econômica, constava que o domingo e o feriado poderiam ser considerados dias normais de trabalho.


O direito a folga continua, porém, se caso fosse aprovado texto base da MP, ela poderia ocorrer em qualquer dia da semana, ou seja, abriria a possibilidade para trabalhar no domingo e obter folga, por exemplo, na segunda-feira, deixando desta forma de poder aproveitar o domingo de folga.


Já pensou como ficaria os famosos almoços de família, que para alegria de uns e grande pesar para outros, poderiam ficar incompletos, assim como os times de vôlei ou de futebol dos amigos, pois o levantador ou o goleiro poderiam estar trabalhando.


Qual seria o impacto destes possíveis desencontros, principalmente nesta nova geração, que por vezes, saem a pulso de seus quartos para irem almoçar na casa do avós e tios? Em um momento em que crescem as interações virtuais e diminuem as reais, e as frases: estou ocupado! Não tenho tempo! Já fazem parte do cotidiano de muitos…  Uma nova frase poderia se tornar comum: Não vai dar, neste domingo (ou neste feriado) irei trabalhar!


Para os apaixonados a Letra da Música “Hoje é Domingo”, que é cantada por Roberto Carlos, poderia também se tornar uma realidade distante… Pois ao invés de esperar uma semana, poderia ser que tivesse que esperar até que a agenda de horários fosse compatível… O namoro de final de semana poderia já não ser como antigamente…


“[…]Eu passei por cada dia da semana / Esperando esse domingo / Pra ficar o tempo todo do seu lado / Desfrutar do seu carinho / Viajei na ida e volta do trabalho / Com você no pensamento / Bateu forte o coração contando as horas / Pra chegar esse momento […]”


Ufa, mesmo com a aprovação da MP 881/2019, a parte da norma que prevê o trabalho aos domingos, foi retirada.


Enfim, a vida continua do jeito que era, o dia de domingo e feriado… continuará sendo o mesmo…


#JulianaPontelo #MedidaProvisória

6 visualizações