Os arrependidos do voto em Bolsonaro

Atualizado: 17 de Fev de 2020

Por CARLOS MAGNO


A mais recente pesquisa Datafolha sobre a aprovação do governo Bolsonaro mostra números preocupantes para ele e para seu governo. E antes que alguém queira, ao invés de estudar e tentar entender os números, desqualifica-los, é sempre bom lembrar que pesquisas refletem o sentimento das ruas e o que estamos vendo nestes últimos dias corrobora, sim, com os dados colhidos pelo instituto.


Passamos a ver, por exemplo, panelaço a Bolsonaro em sua fala de rede nacional; críticas internacionais desvinculadas do viés ideológico; insatisfações até mesmo na base parlamentar do governo nas duas casas – Câmara e Senado; rompimento de aliados de primeira hora que afirmam não suportar mais as asneiras que o presidente fala e faz; e por aí vai…


Mas, voltando à pesquisa, os dados mostram que em todos os itens pesquisados – eu falei TODOS os itens pesquisados – Bolsonaro teve perdas. E o que preocupa o núcleo do governo, mesmo que não haja uma fala pública sobre isso – é a perda ‘na carne’, ou seja, de pessoas que votaram no presidente e que hoje se dizem arrependidas.


Pelo Datafolha, 25% dos que votaram no capitão amargam, hoje, o fato de terem contribuído para leva-lo à presidência da República. E os números são dos que admitem o erro do voto, porque muitos estão desapontados, mas estão com vergonha de admitir. Porque basta olhar as redes sociais de seus amigos mais próximos, aqueles que, na campanha, mostravam empenho em defender Bolsonaro, para ver que, no mínimo, estão em silêncio hoje – quando não, apagaram tudo o que publicaram a favor do então candidato.


E o que se comenta aqui em Brasília é que a situação que hoje está ruim tende a piorar, pois as perspectivas para os próximos dias e meses são péssimas, considerando a realidade atual do governo, só para citar alguns pontos: o desgaste de arcar com o peso da reforma da Previdência, os cortes na educação, o desmonte da pesquisa científica, as brigas com países e até mesmo com a ONU, as críticas a falas de Bolsonaro que desabonam sua postura como presidente, a péssima relação com os poderes – Câmara, Senado, STF, etc, etc, etc… o desgaste com a Igreja Católica após as críticas ao Sínodo da Amazônia… e tem muito mais. Se for citar tudo aqui…


Por falar em Igreja, o que nos resta mesmo é rezar pela nossa nação… e já ir pensando na penitência pelo erro…


#CarlosMagno #Datafolha #GovernoJairBolsonaro #ONU

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo