PADILHA FUNCIONOU NA CRISE COMO AUTÊNTICO PRIMEIRO-MINISTRO DE SEMIPRESIDENCIALISMO

Uma sempre serena atuação do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, no transcurso da última semana de crise, lhe conferem a qualidade de poder moderador do governo Temer. Depois de um sem-número de reuniões, entrevistas coletivas e rodadas de tensas negociações, que se prolongavam madrugada a dentro, Padilha portou-se uniformemente, sem perder o tom moderado e – o que é melhor: fazendo-se entender pelos jornalistas em explicações de números. Em suma: sem esconder cartas na manga. Pareceu até primeiro-ministro de um eventual semipresidencialismo.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo