PELA COMITIVA A DAVOS SABE-SE QUEM ESTÁ NO OLIMPO

Os sinais exteriores de poder são captados nos menores indícios. Por exemplo:  quem é convidado a integrar a comitiva da primeira viagem ao exterior de um presidente.

Nesse quesito, dois  nomes confirmam a condição de chamarizes  do governo Bolsonaro: Paulo Guedes e Sergio Moro.

Serão troféus a serem exibidos em Davos.

Um detalhe:  na comitiva  foi incluído também – e por obrigação da agenda  –  o chanceler Ernesto Araújo. E um dos filhos de Bolsonaro, o deputado Eduardo.

1 visualização