PERDEMOS PLÁCIDO DOMINGO! DEFENESTRADO!

Atualizado: 13 de Abr de 2020

Por MIRIAM DUTRA



O Maestro, grande tenor de todas as principais óperas, saiu de cena, humilhado, escorraçado dos principais teatros do mundo!


Ano passado, 11 mulheres através do Sindicato de profissionais da música de Nova York denunciaram Don Placido por assédio sexual.


Elas contaram que há vinte anos atrás sofreram assédio e situações desagradáveis com o tenor.


Todas trabalharam com ele em diversos teatros.


Placido Domingo imediatamente desmentiu, e disse, que na época, um elogio, não tinha a conotação de agora!


Ele fala de 20 anos atrás!


A estas mulheres somaram-se mais 16. Todas alegando assédio e cantadas, também anos atrás.


Há dez dias, um tribunal de Nova York sentenciou: Placido Domingo é culpado.


No mesmo dia, enquanto a notícia corria o mundo, os teatros da Espanha, Itália, Alemanha, Áustria cancelavam audições, temporadas, fechando as portas ao grande tenor.


Uma das denunciantes, Luz del Alba, uruguaia, deu uma entrevista esta semana a uma televisão espanhola. Pobre moça, não convenceu ninguém! Contraditória, contou que perguntou ao Maestro: canto tão mal, que preciso dormir com você? Esqueceu de dizer que depois desta noite fez carreira pela Europa e EUA.


Parece nojento, não?


Mas atire a primeira pedra o homem que hoje deve estar com 80 anos não “atacou” uma moça?


FEMINISMO E IGUALDADE


Infelizmente é isto o que muitas mulheres não entendem.


Ser feminista é lutar pela igualdade, de direitos, de salários, de ascender profissionalmente.


Feminista é Rose Parks que em 1955, em Missouri nos EUA, se negou a levantar-se de um assento de um ônibus até então reservado para “brancos”.


COCO CHANEL, que fez uma grande revolução na vestimenta feminina.


Mulheres fortes que fazem e não ficam por aí em passeatas, levantando as blusas ou mesmo desnudas.


Ou está agora com cabeça de girico, que querem retirar o termo “tomara que caia “! Existe coisa mais inútil?


Por estas e outras que os movimentos feministas até hoje não chegaram a nada.


Mulher que é mulher assume seu papel como tem que ser.


Enfrenta.


O mundo é machista, dificilmente deixará de ser.


Por que não começamos a educar com igualdade?


E encarar a nossa vida com igualdade?


Voltando a Don Placido confesso que me entristece saber que nunca mais verei ele num concerto.


#miriamdutra #placidodomingo #feminismo #assédiosexual


Conheça a nossa articulista Miriam Dutra e leia outros artigos de sua autoria: https://www.cartapolis.com/direto-de-madri