PIZZA ADÁGIO

Por ANDRE R. COSTA OLIVEIRA


Poucos alimentos são tão unânimes, versáteis e democráticos quanto uma pizza.


Existe pizza de tudo, e de todas as maneiras.


Essa é a minha pizza adágio.


O adágio consiste em um andamento musical lento (66/67 batidas por minuto em um metrônomo comum), e cujo termo deriva de "ad agio" (sutilmente, delicadamente, comodamente).


A minha pizza Adágio busca equilibrar as cores, os sabores e os aromas, tais como a harmonização de elegantes notas musicais executadas por sagaz pianista.


Não vou explicar por ora como faço a minha massa, mas já antecipo que as mesma deve ser fina, seca. Pizza gourmet não se preza a encher barriga, mas sim ao prazer da boa gastronomia. - Na base, queijo muçarela comum. - Pedaços bem finos de calabresa. - Fatias de tomate. - Figos marinados no vinho madeira - ou do Porto. - Lascas de queijo Feta (coalhado, típico das principais ilhas gregas, tradicionalmente a base de leite de cabra e ovelha). - Quatro pedaços pequenos de muçarela de búfala. - Molho de tomate preparado sem casca (pomodori pelati) - Rúcula.


Depois de assada - se tiver forno a lenha, melhor ainda - complemente com pouco queijo parmesão ralado azeite de oliva extra-virgem curtido em manjericão com alho (vou ensinar como se faz em outra oportunidade).


Desfrute!


***

Siga o perfil Gastronomia com Letras no Instagram:

https://www.instagram.com/gastronima_com_letras_2020/

35 visualizações