Poupar é igual a ir à Igreja

Atualizado: Fev 17

Por PAULO BEZERRA


Conseguir uma companhia para ir a um bar é bem tranquilo, já para ir à igreja, nem tanto. A mesma coisa acontece com o dinheiro: gastar é fácil, já economizar.....


Economizar não parece natural, afinal você trabalhou, de alguma forma, para conquistar seu dinheiro, o mais lógico seria usufruir do seu suor, seguindo a lógica do “eu mereço”.


Mas você já economizou, e agora?


Continue economizando.


Independente da forma como você poupa, é interessante que você não tenha acesso aos seus recursos de uma forma fácil, portanto guarde o que lhe dá acesso ao seu dinheiro na sua gaveta, dentro de uma caixa, lá no fundo, de forma que nem seja visto para não causar tentação, pois os que os olhos não veem, o bolso não sente.


Você tem o hábito de economizar e anda com o cartão de suas economias dentro de sua carteira, aí você vê aquilo que você sempre quis, viu uma boa promoção, etc., basta colocar a mão na carteira, e, voilá, adeus às suas economias.


Hoje é possível ter conta, até de forma gratuita, mas quanto mais difícil for o acesso, melhor será por não permitir que os seus recursos estejam por perto de maneira acessível.


Sabe aquela poupança que os avós ou pais abriam para o menor e nem cartão possuíam? Dessas é que é boa, ela só recebe crédito. Mas o bom mesmo é imaginar que ela nem existe.


Com dinheiro você pode e deve exercitar o “dormir a ideia” (nunca gastar por impulso) e manter sua planilha para controlar o seu “patrimônio” mensalmente.


Se você utiliza o seu cartão de poupança para pagamentos de compra a débito, então, quando nessa conta o saldo for superior às suas necessidades transfira para outra conta, que pode ser ou não na mesma instituição.


Você poupou para gastar no melhor momento, e essa hora não é num momento de surpresa, quando chegar o momento você irá ao seu armário e aí sim você pode gastar, mas ter esse cartão por perto é prejudicial.


Poupar é igual a ir à igreja, é algo que você faz por consciência ou necessidade. Gastar é como ir a um barzinho, só nos causa prazer.


Então, assumamos que somos fracos, e utilizemos de artifícios que boicotem nossos gastos que auxiliarão engordar a nossa caixinha.


#paulobezerra #educaçãofinanceira #economia #finanças


Conheça o nosso colunista Paulo Bezerra e leia outros artigos de sua autoria:

https://www.cartapolis.com/seu-dinheiro-na-caixinha