SAI MDB, ENTRA O DEM, NO ALUGUEL DA BASE GOVERNISTA PARA GOVERNOS

A derrocada dos principais caciques do MDB nas últimas eleição ceifou desse partido a qualidade de alugador da base de sustentação para qualquer governo que se instale no Planalto. Era uma vocação inata da velha frente que se auto-intitula partido. Agora, com Jair Bolsonaro virtualmente eleito, ele enxerga esse papel no DEM, que ganha do MDB em densidade, pois tem quadros experimentados e vocação liberal na economia. Bolsonaro recebeu três nomes de proa do DEM: Onyx Lorenzoni seria chefe da Casa Civil, Alberto Fraga e Pauderney Avelino, deputados, ganhariam funções de articulação com o Congresso.E teria Rodrigo Maia reeleito à presidência da Câmara, completando quarteto demista.

1 visualização