SAIBA CONVIVER COM A DIVERSIDADE

Por BENTO CRUZ

Coluna Histórias de um Velho Marinheiro

Saber respeitar e conviver com pessoas que pensam e agem de maneira diferente da sua é importante, principalmente se você vive em uma comunidade. No meu caso, o fato de conversar e até de vez em quando pagar uma cerveja com os “malandros” do lugar onde morava, me salvou de um assalto.


Estava perto do desfile de sete setembro e como sempre, no quartel fazíamos diversos treinamentos. Nesta época eu morava no Rio de Janeiro e havia combinado com o meu amigo Anésio, mais conhecido como Pinguim, para me dar uma carona.


Como ele morava no caminho da minha casa, marquei perto da estação de trem elétrico às 5h da manhã. Saí de casa por volta das 4h, pois o dever do carona é estar no ponto marcado antes do combinado.


Quando eu estava passando por um lugar a esmo, escuto um assobio extremamente alto. Aquilo era um alarme. O som agudo e prolongado naquele horário não ocorreria por acaso.


Tempos depois ouvi um comentário de que alguém me reconheceu e liberou da armadinha.


Ser um “boa praça”, cumprimentar as pessoas, ver as pessoas como pessoas independentemente de sua cor, raça, religião e condição financeira, pode mudar o seu destino.


***

Conheça Bento Cruz