SIMONE TEBET, PRIMEIRA DA FILA PARA OCUPAR A PRESIDÊNCIA DO SENADO?

Com a derrota de Eunício Oliveira, a hora pode ser de uma mulher para presidir o Senado. Simone Tebet, atual líder do MDB na casa, está na fila.

Pela tradição da casa, o presidente é eleito pela maior bancada. No caso, a do MDB manterá essa dianteira, com 12 dos 81 senadores com a eleição de ontem.

O MDB mantém uma fila com os preferidos à sucessão à cadeira.

Os candidatos à presidência têm que ocupar a liderança do partido ou – alternativamente – a presidência da importante CCJ – Comissão de Constituição e Justiça.

Simone, no caso, é a líder da bancada, novata, mas reconhecida por atitudes firmes como em todo o processo de “impeachment” da ex-presidente Dilma Rousseff.

Impô-se a seus colegas no enfrentamento aberto a Renan Calheiros, em plenário, quando este presidia o Senado.

Eunício Oliveira teria direito à reeleição, mas perdeu.

Romero Jucá fatalmente reivindicaria a presidência, mas também perdeu.

Edison Lobão, presidente da CCJ, também ruiu.

Renan Calheiros por sua vez, reeleito mas carrega o perverso carimbo da Lava Jato .

Muita sorte da senadora mato-grossense. Muitos dizem competência da filha do sempre lembrado Ramez Tebet, que também presidiu a casa.

1 visualização