SURTO DE CORONAVÍRUS AFETA INDÚSTRIA DO ENTRETENIMENTO E TURISMO

Atualizado: Abr 13

Por LÉO LADEIRA


Louvre, Disney, Broadway e Torre Eiffel paralisam atividades para conter propagação do COVID-19

O surto do novo coronavírus, que está espalhando medo e apreensão por todo o mundo, também já afeta gravemente a indústria de entretenimento e do turismo do planeta. Grandes instituições culturais e turísticas, como a Disney, a Broadway, o Museu do Louvre, a Torre Eiffel e o Coliseu, paralisaram suas atividades para garantir a segurança do público e seus funcionários, e evitar a propagação do vírus. Já há uma estimativa de perda de US$ 5 bilhões na indústria global deste setor. Na quinta-feira (12), a Disney anunciou que todos os onze parques temáticos da empresa na América do Norte, Europa e Ásia serão fechados a partir deste fim de semana até pelo menos o final do mês. Isso significa que não funcionarão os parques da Flórida, a Disneyland California, a Disneyland Paris e a Tokyo Disneyland. A Disney Cruise Line, formada por quatro navios, também está suspensa. Segundo analistas, a empresa corre o risco de perder US$ 2 bilhões em receita se permanecer fechada por 30 dias.

Broadway

Já em Nova York, as principais instituições culturais da cidade fecharam as portas por causa do coronavírus. A Broadway anunciou que todas as produções teatrais estão canceladas até 13 de abril, segundo comunicado da The Broadway League. É previsto que o impacto econômico do fechamento da Broadway seja na ordem de US$ 100 milhões, afetando não só o entretenimento, mas hotelaria, hospedagem, alimentação e compras da "cidade que nunca dorme".   Também foram fechados o Metropolitan Museum, Whitney Museum, Guggenheim, Museu de Arte Moderna, Metropolitan Opera, Carnegie Hall, a Filarmônica e a Biblioteca Pública.   Em Los Angeles, cinemas e teatros suspenderam as produções. O Music Center anunciou a fechamento temporário de todas as casas, como Ahmanson Theatre, Pavilhão Dorothy Chandler, Mark Taper Forum e o Walt Disney Concert Hall. A Disney, por sinal, comunicou o atraso de três lançamentos da primavera, incluindo "Mulan" e "The New Mutants". Em Washington, capital dos Estados Unidos, o fechamento temporário inclui o Museu de História Americana, o Museu de História Natural, o Museu de Arte Americana, o Instituto Smithsonian, o Museu da História e Cultura Afro-Americana, entre outros.

Europa

Na Itália, que atravessa o pior surto do COVID-19 fora da Ásia, famosos sítios e monumentos históricos foram fechados, como o Coliseu, a Torre de Pisa, o Vaticano e museus de Veneza, Milão, Turim e Pompeia. Várias praças e locais que costumam atrair multidões de turistas como a Fontana di Trevi, em Roma; a Praça de São Pedro, no Vaticano; A Praça de São Marcos, em Veneza; e a Piazza del Duomo, em Milão, têm ficado desertas nos últimos dias. Na França, o Museu do Louvre, o Palácio de Versalhes e a Torre Eiffel foram forçados a fechar por tempo indeterminado. O fechamento faz parte da série de medidas para evitar o avanço do coronavírus no país. O Festival de Cinema de Cannes ainda está analisando se manterá a edição 2020 marcada para 12 a 23 de maio. Considerado o festival de cinema mais prestigiado do mundo, Cannes movimenta milhares de indústrias e a imprensa de todo o planeta. Outras importantes instituições de arte da Europa, como a Casa de Anne Frank, o Museu Van Gogh, em Amsterdam, na Holanda; o Museu do Prado e o Museu Rainha Sofia, na Espanha, também aderiram à paralisação temporária das atividades. A Bienal de Arquitetura de Veneza, a Feira do Livro de Londres e a Feira do Livro de Paris, entre outros eventos, foram cancelados devido ao surto da doença na Europa.

NBA

A NBA anunciou nesta semana a suspensão de toda a temporada por causa do surto de coronavírus. A decisão veio logo após o cancelamento do jogo entre Oklahoma City Thunder e Utah Jazz. Segundo a liga, um dos jogadores do Jazz foi contaminado com a doença, mas não estava na arena Chesapeake Energy. Todos os jogos estão suspensos.

Brasil

No Brasil, a Prefeitura de São Paulo determinou o cancelamento por tempo indeterminado de todos os eventos com grandes aglomerações de pessoas no município. A determinação abrange eventos culturais, governamentais, esportivos, políticos, comerciais ou religiosos. Com isso, a mostra com desenhos raros de Tarsila do Amaral foi adiada, assim como a inauguração da nova sede do Instituto de Arte Contemporânea (IAC).   O Lollapalooza Brasil, festival que aconteceria de 3 a 5 de abril no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, foi adiado para dezembro de 2020. No Rio, o governador Wilson Witzel decretou o fechamento de cinemas, teatros e casas de show pelos próximos 15 dias. Ainda de acordo com o governador, estão suspensos eventos esportivos ou científicos, shows, feiras e passeatas em local aberto ou local fechado. O famoso Festival de de Teatro de Curitiba adiou a edição 2020 por prevenção à propagação do coronavírus.

Fontes: https://losangeles.cbslocal.com https://www.wsj.com/ https://www.nytimes.com/ Portal G1 Folha de São Paulo Fotos: - Getty Images - Reuters - EFE


#leoladeira #patrimôniohistórico #turismocultural #turismo #coronavírus #pandemia


Conheça o nosso articulista Léo Ladeira e leia outros artigos de sua autoria:

https://www.cartapolis.com/patrimonio-historico-turismo-cultur