TODO ARREPENDIMENTO NÃO PRESTA

Por PAULO BEZERRA


Como você se programa financeiramente, tanto para o presente quanto para o futuro? Sabemos que é imprudente gastar tudo que se ganha, portanto, devemos tomar decisões sobre como e onde colocar o dinheiro que sobra no final do mês, se for o caso.


Mas...Se você gasta mais do que ganha, quais atitudes você está revendo para reverter essa situação?


Na vida devemos pautar nosso planejamento para não haver surpresas no futuro.


Você já se arrependeu de algo? Se você está utilizando e necessitando de mais recursos do que pode é porque certamente despesas e compromissos foram feitos. E se nem todos foram essenciais, fica a pergunta, algum deles resultou em arrependimento?


Nós só nos arrependemos quando algo acontece. Se você se arrepende de comer aquele doce é porque você sabia que não poderia comê-lo, portanto, ou coma sem culpa ou não coma.


O mesmo vale para o seu orçamento. Nos só nos arrependemos quando já é tarde. Se você sempre foi magro e “pisava na jaca” comendo de tudo e agora a balança “reclama”, você não pode dizer que não sabia, pois as coisas dão sinais.


Quando você compra aquele carro, aquela casa ou faço aquela viagem que não pode, mas faz mesmo assim, contanto com um dinheiro que vai aparecer e ele aparece, ok!


O problema é se arrepender se ele não aparecer...


Todo arrependimento não presta!


E aquele ditado “é melhor arrepender-se de algo que deu errado do que de não ter feito nada” não vale com o seu bolso!


O arrependimento não presta porque ele dá sinais de que aparecerá e nós teimamos achando que as coisas acontecerão da forma que desejamos.


Durante a pandemia você tem duas escolhas: ou fica em casa ou ignora as orientações sobre isolamento. Se você optou por sair às ruas e nada acontecer, tudo bem, mas se alguém morrer por sua culpa, o arrependimento será eterno e, como dito, não presta.


Cuide de seu dinheiro e deixe que ele seja um aliado e não o deixe na mão.


Para refletir:


- Como você pauta suas decisões?

- Você já se arrependeu de algo?

- Por que você se arrependeu?

- Você conhece alguém que se arrependeu de ter feito economia?

- Você faz compras por impulso?

- Qual é o valor de suas reservas para a sua aposentadoria?

- Quando você se arrepende, qual decisão para o futuro você faz?

- Você prefere fazer e se arrepender ou não fazer nada? Quando você não faz nada, como é o arrependimento de não ter tomado uma atitude?


#educaçãofinanceira #educaçãoparaoconsumo #finanças #economia #poupança #paulobezerra


Conheça o nosso articulista Paulo Bezerra e leia outros artigos de sua autoria:

https://www.cartapolis.com/seu-dinheiro-na-caixinha