UM DEPUTADO DE POUCOS AMIGOS E ARREDIO A EVENTOS SOCIAIS NA NOITE DE BRASILIA

Pela sua natureza psicológica, Bolsonaro nunca foi um deputado de muitos amigos na Câmara,  entre seus colegas parlamentares..

Em torno dele, orbitavam dois grupos:

1 – o grupo que comungava das ideias dele, mais ligados às bancadas da bala e evangélica (o bloco da intimidade dele), embora Bolsonaro raramente tenha sido visto em eventos sociais e grandes reuniões plenárias desses agrupamentos. Contam-se nos dedos as vezes em que foi observado em restaurantes de Brasília. Ou mesmo nunca.

2 – o grupo próximo: deputados com os quais mantinha convivência distante,  à base apenas de cumprimentos cordiais, e nada mais.

No mais das vezes, o presidente eleito foi um deputado recolhido .

Por isso, hoje,  poucos de seus ex-colegas o conhecem bem. Os  deputados estão aguardando as primeiras movimentações políticas e de como o governo está sendo montado. Estão espiando para ver como fica, sem maiores sinalizações..

Publicamente, os deputados da ala de centro e da direita – que poderão compor a base de Bolsonaro – guardam sequioso silêncio sobre o ex-militante de ideologia.  Estão calados agora e ficarão nos primeiros meses de governo.

0 visualização