Vaso sanitário de ouro é roubado do Palácio de Churchill

Atualizado: Fev 17

Por EDUARDO LADEIRA MOTA

Lavatório avaliado em um milhão de libras foi roubado do local de nascimento de Winston Churchill


A polícia inglesa está em busca de um vaso sanitário de ouro de 18 quilates roubado durante a noite do último sábado (14/09) no local de nascimento de Winston Churchill.


Os policiais foram chamados para averiguar um roubo no Palácio de Blenheim, em Woodstock, Oxfordshire, peça com valor estimado em um milhão de libras esterlinas. O valioso vaso sanitário estava em exibição como parte de uma exposição de arte contemporânea, realizada no Palácio do Blenheim, onde nasceu o ex-primeiro ministro inglês Winston Churchill.


“A obra de arte ainda não foi recuperada, mas estamos conduzindo uma investigação completa para encontrá-la e levar os responsáveis à justiça.”, disse a polícia, que chegou a prender um homem de 66 anos por conexão com o roubo.


O roubo deixou o palácio com danos e inundações significativos. O banheiro, projetado pelo artista italiano Maurizio Cattelan havia sido instalado com a valiosa peça, e, curiosamente, estava disponível para uso dos visitantes!


O lavatório de ouro, chamado “América”, atraiu grandes multidões quando foi exibido em Nova York. Na Inglaterra, foi instalado em uma câmara com painéis de madeira em frente à sala onde Churchill nasceu.


O Palácio de Blenheim é a sede ancestral do duque de Marlborough.


Antes da instalação do banheiro, o meio-irmão do duque, Edward Spencer-Churchill, fundador da Fundação de Arte Blenheim, disse no mês passado que o banheiro não seria “a coisa mais fácil de se roubar”.


“Primeiro, o visitante entra e, depois, um ladrão em potencial que não tem ideia de quem usou o banheiro pela última vez ou o que comeu”, disse ele ao Times. “Então não, eu não pretendo me preocupar de protegê-lo”, disse o fundador há um mês.


O executivo-chefe do palácio, Dominic Hare, pediu que qualquer pessoa com informações sobre o roubo entre em contato com a polícia.


“Estamos tristes com esse evento extraordinário, mas também aliviados por ninguém se machucar. Somos muito gratos à nossa equipe e à polícia do Vale do Tamisa por suas reações rápidas e corajosas.  Sabíamos que havia um grande interesse na exposição de arte contemporânea Maurizio Cattelan, com muitos visitantes programados para vir e apreciar as instalações. Portanto, é uma pena que um item tão precioso tenha sido levado, mas ainda temos muitos tesouros fascinantes no palácio e os demais itens da exposição para compartilhar”, disse Dominic Hare. O palácio de Blenheim foi fechado no sábado.


Os visitantes do palácio tinham direito a um tempo de três minutos de solidão para testar o trono de ouro. O crítico de arte do jornal The Guardian, Jonathan Jones, descreveu a experiência como “muito parecida com fazer xixi em porcelana … mas aqui, entre todas as fotos do jovem Winston, também parecemos estar urinando na história britânica”. Se a peça não for recuperada, a estranha experiência vivenciada pelo jornalista não poderá mais ser repetida.

(Matéria originalmente publicada no jornal inglês The Guardian)

#EduardoLadeiraMota #PaláciodeBlenheim #TheGuardian #WinstonChurchill