VELHO CONGRESSO RANCOROSO RESISTE A BOLSONARO COM GUEDES PRENSADOR

O velho Congresso parece estar avesso às mudanças propostas por Bolsonaro e seus aliados.

Os senadores e deputados que não se reelegeram não estão dispostos a aprovar uma proposta polêmica que vai aumentar apenas o capital político do presidente-eleito e não o deles próprios. Falou mais forte o instinto de sobrevivência e de rancor.

Outro ponto a ficar atento são as divergências com o superministro Paulo Guedes que seguem latentes. Na escolha de Joaquim Levy para comandar o BNDES, Bolsonaro deixou claro que foi uma decisão de Guedes, apesar do passado do nomeado como ministro de Dilma Rousseff e secretário de Sérgio Cabral.

Nesse ponto, prevaleceu a posição do ministro da Economia. Mas está claro que há um ponto de atrito e é importante monitorar até quando a carta branca de Guedes prevalecerá.

0 visualização