VICE DOS CORREIOS É BARRADO NA PERMANÊNCIA POR LIGAÇÃO COM GOVERNO TEMER

O general Juarez Cunha, presidente dos Correios, barrou a permanência de um vice-presidente em sua (esperada) próxima gestão, com o argumento de que, apesar de ser técnico apartidário, foi indicado pelo governo Temer.

Detalhe: o general é indicado do ministro Gilberto Kassab, que é leal ao presidente Temer.

Portanto, ser leal a Temer não é mais documento?

Em outro caso, um publicitário também técnico e apartidário, foi barrado para ser indicado a uma estatal. Motivo alegado: ter participado do governo do PT apesar de não ter carteirinha do PT nem de fazer proselitismo lulopetista.

Caça às bruxas na Esplanada, unindo Lula e Temer.

1 visualização